terça-feira, 29 de março de 2011

SIMBOLISMO

Simbolismo
 Origem
País: França
Percussores: Mallarmé e Verlaine
Panorama Histórico:
 
Brasil
  1. O início do movimento simbolista é marcado por conflitos no sul do país (1893-1895): A Revolução Federalista, a Revolta da Armada
Características
  1. Poesia como mistério
  2. idéias vagas e obscuras, ilogismo, hermetismo, imprecisão.
  3. Poesia como evocação:
  4. distanciamento do real, culto do etéreo, espiritualismo, misticismo, ânsia de superação.
  5. Poesia como fruto do conflito versus mundo:
  6. tédio, desilusão, pessimismo, melancolia, consciência da efemeridade da vida.
  7. Poesia como fruto de inconsciente:
  8. evocação do mundo íntimo.
  9. Poesia como símbolo:
  10. uso de alegorias, sinestesias, metáforas, comparações.
  11. Poesia como música:
  12. assonâncias, harmonia entre as palavras, ritmo marcante.
  13. Poesia como manifestação do belo:
  14. escolha cuidadosa de palavras que causem impressões sensíveis, neologismos, combinações novas entre vocábulos.
Principais Autores:
·          João da Cruz e Sousa
·         Alphonsus de Guimarães
Agora que você já leu um pouco sobre o assunto, vamos ampliar seus conhecimentos? Em grupo (4 componentes), escolha duas poesias, de autores diferentes, da relação abaixo ( os poemas deverão ser distintos entre os grupos) e retire delas: figuras de linguagem, características do autor e do movimento literário e faça uma análise do conteúdo.
Cruz e Sousa:
Poesias: 
 Alphonsus de Guimarães:
·         Poesia:
o    Ossa mea
o    Terceira dor
o    A Catedral
o    Ismália
o    Soneto

ROMANTISMO

Romantismo
Flores em Você
Ira!

De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois
Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer
Que vejo flores em você

Esta música é romântica? Toda  música romântica se enquadra no Romantismo?

Canção do exílio
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossas flores têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite -
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras
Onde canta o Sabiá.

DIAS, Gonçalves. Canção do exílio. In: DE NICOLA, José e INFANTE, Ulisses. Análise e interpretação de poesia. Coleção Margens do Texto. São Paulo: Scipione, 1995.p 63.
                                             Atividade
01. Leia com atenção a poesia acima e identifique as características românticas que se enquadram nela.
  • a exaltação dos sentimentos pessoais, muitas vezes até autopiedade;
  • exaltação de seu “eu” - subjetivismo;
  • a expressão dos estados da alma, das paixões e emoções, da fé, dos ideais religiosos;
  • apóiam-se em valores nacionais e populares;
  • desejo de liberdade, de igualdade e de reformas sociais; e a valorização da Natureza, que é vista como exemplo de manifestação do poder de Deus e como refúgio acolhedor para o homem que foge dos vícios e corrupções da vida em sociedade;
  • em alguns casos, fuga da realidade através da arte (direção histórica e nacionalista ou direção idílica e saudosista);
  • excesso de sentimentalismo;
  •  amor indianista;
  •  ufanismo (exaltação da pátria).
  Romantismo Prosa
Agora que você já leu algo sobre o assunto, fica mais fácil responder às questões abaixo:

Atividade Pontuada  - Romantismo (4,0)

Atividade 01 - 2,0.

01.Qual o marco da prosa romântica no Brasil?
02. Quais as principais características da prosa romântica?
03. Como era a sociedade da época e o que valorizava?
04. Como era o herói romântico?
05.Qual o maior objetivo do romance burguês?
06. Quais os principais tipos de romance romântico e do que tratam?
07. Qual o assunto que mais interessava aos leitores daquela época?
08. Como era a linguagem romântica?
09. Quais os principais autores românticos e suas obras?
10. Qual o ambiente trabalhado por Joaquim Manuel de Macedo?
11.Qual o maior ficcionista romântico?
12. Qual o seu maior objetivo?
13.Qual o maior sonho de José de Alencar? Foi alcançado?
14.Que obra de Manuel Antônio de Almeida foi escrita em dois volumes e o tornou conhecido?
15.O que buscou retratar o sertanejo romântico?
16.Quais os autores sertanistas que mais se destacaram?
17.Como era conhecido Bernardo Guimarães?
18.Quais os seus principais temas?
19.Que característica de Taunay o diferenciou dos demais escritores da época?
20.Que obra sua é considerada a obra-prima do regionalismo romântico?
21.Que autor revolucionou o sentido documental da realidade do sertanejo?
22.Que tipo de literatura ele propôs?
23. Qual a sua melhor obra?
24.Quando foi criada a primeira companhia teatral brasileira?
25. Quando surgiu a comédia nacional?
26. Quem foi o maior escritor de peças teatrais da época e quantas ele escreveu?
Leia o livro Senhora, de José de Alencar e responda: 
27. As obras de Alencar podem ser divididas em quatro categorias, quais são e em qual delas se encontra o romance Senhora?

Ainda com base no romance, faça o que se pede:

28. Resumo do enredo.
29. Relação titulo x enredo.
30. Personagens.
                 - Separar os personagens principais dos secundários.
31. Quando se passa a história?
32. Onde se passa a história?
33. Qual o foco narrativo no livro  -  narrador é em primeira ou terceira pessoa?
34. Existe verossimilhança no romance?
35. A que movimento literário pertence a obra em estudo? Justifique a partir da relação com as características.
36. Outros aspectos a serem analisados:
                 - Postura feminina.
                 - Postura masculina.
                 - Valores morais e sociais.
                 - Presença da morte.
                 - Presença da religião.
                 - Temas enfocados;
                 -  Mensagem transmitida;
                 - Presença de crítica social.
  
Romantismo e Vestibular:

37.Identifique a afirmação correta sobre José de Alencar.
a) Seus três romances indianistas fazem parte do projeto maior: retratar aspectos típicos da realidade e dos mitos nacionais.
b) Com MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS, deu-nos um colorido painel da sociedade carioca ao tempo de D. João VI.
c) Embora tenha escrito belos poemas líricos, foi pela poesia abolicionista que se notabilizou como escritor.
d) Deve ser considerado o pioneiro do Naturalismo no Brasil, com obras-primas no conto, no romance e na novela.
e) Seus romances têm a marca inconfundível da prosa intimista, em que tudo se resume às memórias e pensamentos subjetivos.

38. O narrador de SENHORA, romance de José de Alencar, descreve assim o aposento de Fernando Seixas:

         A um canto do aposento notava-se um sortimento de guarda-chuvas e bengalas, algumas de muito preço. Parte destas naturalmente provinha de mimos, como outras curiosidades artísticas, em bronze e jaspe, atiradas para baixo da mesa, e cujo valor excedia de certo ao custo de toda a mobília da casa.
         Um observador reconheceria nesse disparate a prova material de completa divergência entre a vida exterior e a vida doméstica da pessoa que ocupava esta parte da casa.
         Se o edifício e os móveis estacionários e de uso pessoal denotavam escassez de meios, senão extrema pobreza, a roupa e os objetos de representação anunciavam um trato de sociedade, como só tinham cavalheiros dos mais ricos e francos da corte.

a) A descrição acima dá especial atenção a uma característica de Seixas que está diretamente relacionada ao rompimento de seu noivado com Aurélia. Que característica é essa?
b) Explique por que essa característica terá grande importância no momento da reconciliação das duas personagens.

39. Sobre a obra de José de Alencar, SENHORA, assinale a alternativa FALSA:
a) Movida pelo despeito e vingança, apesar do amor que ainda sentia por Fernando, Aurélia, personagem central de SENHORA, resolve "comprar" o ex-noivo por cem contos de réis.
b) A despeito da contundente crítica à sociedade burguesa, SENHORA é uma obra tipicamente romântica, o que é visível sobretudo na caracterização idealizada do amor e da mulher.
c) O narrador de SENHORA explora habilmente o conflito básico entre o grande amor de Aurélia e a vergonhosa transação que põe Fernando à sua mercê.
d) Preocupado com a análise social e com o objetivo de criticar o materialismo e o conflito de classes na sociedade capitalista, Alencar exclui de SENHORA qualquer abordagem psicológica das personagens.
e) A dialética do bem e do mal na construção do enredo e das personagens de SENHORA ganha complexidade humanística, atingindo um refinamento que prenuncia a obra de Machado de Assis.

40. Ainda em relação à SENHORA, assinale a alternativa FALSA:
a) a atuação inicial da personagem Fernando Seixas representa uma ruptura com as características habituais de um herói romântico.
b) o movimento narrativo ganha impulso graças aos problemas de desnivelamento nas posições sociais, que vão afetar a própria afetividade das personagens.
c) mesquinha e má, Aurélia Camargo foge completamente ao estereótipo da heroína romântica.
d) o grande amor de Fernando Seixas é abafado pela vaidade e pelo desejo de ascensão social.
e) há uma associação entre a moda - visível nas minuciosas descrições de roupas e hábitos - e o próprio ritmo da vida social e a caracterização  das personagens.

41. "...com a morte do avô, Aurélia recebe inesperadamente uma grande herança e torna-se muito rica da noite para o dia. Movida pelo despeito, resolve tentar comprar seu ex-noivo; está disposta, no entanto, a confessar-lhe que ainda o ama e o quer, se ele mostrar dignidade, recusando a proposta degradante. Ela incumbe seu tutor, Lemos, de propor a Fernando, através de negociações secretas, o casamento com uma rica jovem, que poderia oferecer-lhe um dote; em troca, exige que ele assine um contrato aceitando a condição de vir a conhecer a noiva apenas alguns dias antes do casamento."

As informações anteriores referem-se a importante obra da prosa romântica brasileira.
Assinale a alternativa em que aparece o nome da mesma.
a) A Moreninha
b) Inocência
c) Memórias de um Sargento de Milícias
d) Senhora
e) Cinco minutos

42. Considere as seguintes afirmações sobre a obra de José de Alencar.

I - Em IRACEMA, narram-se as aventuras e desventuras de Martim Francisco, português, e Iracema, a indígena dos lábios de mel, casal que simboliza a união dos dois povos nas matas brasileiras inexploradas.
II - Em SENHORA, Aurélia herda uma fortuna que a salva da pobreza e lhe permite comprar um marido, Seixas, de quem já fora namorada e com quem manterá um casamento perturbado por conflitos e acusações mútuas.
III - Em O GUARANI, as aventuras de Peri, bravo guerreiro indígena, são norteadas pela necessidade de servir e proteger a jovem virgem loira Ceci, cuja integridade física é ameaçada por malfeitores e indígenas perigosos.

Quais estão corretas?
a) Apenas I
b) Apenas III
c) Apenas I e II
d) Apenas II e III
e) I, II e III

43. Assinale a alternativa INCORRETA a respeito da ficção urbana de José de Alencar.
a) Os relatos oscilam entre a armação folhetinesca e a percepção da realidade brasileira.
b) No enredo  de SENHORA, o sentimento amoroso sempre é mais forte que o interesse financeiro.
c) Romances como SENHORA relacionam drama individual e organismo social.
d) As personagens freqüentemente são donzelas e mancebos que participam das rodas da Corte.
e) Os romances fixam costumes e ações que definem uma forma de representar a cidade.

44. Sobre o romance "Senhora", de José de Alencar, é correto afirmar:

(01) Ambientado no Rio de Janeiro do Segundo Império, trata-se de caso de exceção na ficção do autor, uma vez que o restante de sua obra romanesca é dedicado à reelaboração das origens históricas do país ou à apresentação romântica de cenários regionais.

(02) Heroína romântica, Aurélia recusa-se a utilizar-se do dinheiro para alcançar seus objetivos, servindo como porta-voz direta das críticas do autor aos valores burgueses.

(04) Em sua trajetória ao longo da narrativa, Fernando passa por uma transformação que o redime de suas atitudes iniciais, oferecendo condições para um desfecho feliz ao lado de Aurélia.

(08) Escrito na forma de um relato de memórias da protagonista, o romance apresenta os fatos do enredo em ordem cronológica, iniciando-se a narrativa com as recordações da infância de Aurélia.

(16) Até o final do romance, o autor consegue sustentar a atenção dos leitores, ocultando habilmente as razões que levaram ao desentendimento entre os protagonistas.

(32) A escassez de detalhes descritivos e a incorporação de elementos da cultura popular são algumas das características fundamentais do estilo de Alencar, o que o opõe aos autores da geração literária que sucedeu à sua.

(64) A transação que resulta no vínculo entre Aurélia e Fernando acaba por permitir que outro casal, ligado por laços afetivos sinceros, mas dividido por razões econômicas, possa encontrar sua felicidade.

Soma (       )

45. "A sociedade, no meio da qual me eduquei, fez de mim um homem à sua feição. Habituei-me a considerar a riqueza como a primeira força viva da existência e os exemplos ensinavam-me que o casamento era meio tão legítimo de adquiri-la, como a herança e qualquer honesta especulação."

No enredo de SENHORA, tal como se depreende do trecho transcrito, há uma aproximação entre casamento e
a) recomendações divulgadas pela igreja.
b) normas impostas aos escravos.
c) costumes copiados dos indígenas.
d) leis do tempo da colônia.
e) práticas da organização social burguesa.

46. A questão central, proposta no romance "Senhora", de José de Alencar é a do casamento. Considerando a obra como um todo, indique a alternativa que NÃO condiz com o enredo do romance.
a) O casamento é apresentado como uma transação comercial e, por isso, o romance estrutura-se em quatro partes: preço, quitação, posse, resgate.
b) Aurélia Camargo, preterida por Fernando Seixas, compra-o e ele, contumaz caça-dote, sujeita-se ao constrangimento de uma união por interesse.
c) O casamento é só de fachada e a união não se consuma, visto que resulta de acordo no qual as aparências sociais devem ser mantidas.
d) A narrativa marca-se pelo choque entre o mundo do amor idealizado e o mundo da experiência degradante governado pelo dinheiro.
e) O romance gira em torno de intrigas amorosas, de desigualdade econômica, mas, com final feliz, porque, nele, o amor tudo vence.

47. Assinale como VERDADEIRAS as afirmações corretas sobre o romance SENHORA, de José de Alencar, e como FALSAS as incorretas.

(     ) Fernando Seixas e Aurélia constituem o par romântico central, cuja relação é basicamente tencionada pelo ciúme.
(     ) Em pleno Império, os protagonistas do romance vivem um conflito tipicamente burguês: amor versus interesse.
(     ) Os títulos das partes desse romance prendem-se mais ao mundo das finanças que ao desenvolvimento de uma paixão.
(     ) Nessa obra, o autor busca retratar a sociedade urbana de seu tempo, o que implica alguns traços de cunho realista.
(     ) Se no início do romance havia certa equivalência nas posições sociais dos protagonistas, no desenvolver dele esse equilíbrio é rompido.

48. Em carta a uma amiga, o escritor José de Alencar fez o seguinte comentário acerca de seu romance "Senhora":

"Fernando não é um homem vil. Tem a honestidade vulgar, com que a sociedade acomoda-se.  O fato por ele praticado, no fundo não passa de um casamento de conveniência, coisa aceita e respeitada pelo mundo.
É em face do amor e de um amor romanesco e veemente como o de Aurélia que o fato assume as proporções de miserável transação.  Mas nas explosões dessa mesma indignação não se está revelando a impetuosidade de uma paixão."

Pensando no sentido geral desse romance de Alencar, percebe-se que o conflito essencial do livro representa-se na relação entre as seguintes expressões do trecho acima:
a) "homem vil" x "fato por ele praticado".
b) "casamento de conveniência" x "amor romanesco e veemente".
c) "amor romanesco e veemente" x "impetuosidade de uma paixão".
d) "miserável transação" x "casamento de conveniência".
e) "coisa aceita e respeitada pelo mundo" x "fato por ele praticado".



Atividade em grupo – 2,0.

Leia o livro Senhora, de José de Alencar, e prepare uma peça com sua equipe (máximo 7 componentes). Atente-se para que exista um figurino adequado, para que o  conteúdo do livro seja transmitido de forma clara e para que haja criatividade, organização, adaptação e a participação individual de todos os integrantes do grupo.

Quer ler o livro pela internet? Entre

LETRAS NO ENSINO MÉDIO © 2008 Por *Templates para Você*